Leite Letti

A Fazenda

faz2


A Agrindus é uma empresa agropecuária familiar desde sua fundação em 1945, hoje conduzida a seis mãos. Roberto Hugo Jank e seus dois filhos, Roberto Jank Júnior e Jorge Jank trabalham juntos, numa divisão de tarefas bastante eficaz. Dedica-se à pecuária leiteira e de corte, à avicultura e à laranja, sendo que essas atividades se complementam.

Nos anos 50 a Agrindus já era uma grande fazenda de leite, com uma produção em torno de 4 mil litros por dia, com um rebanho de 1.000 vacas, grande quantidade para a época. De forma pioneira, a ordenha mecânica foi implantada no local a partir de 1963 e em 1967 Roberto Hugo Jank foi para os Estados Unidos fazer um curso de inseminação artificial.

Em 1965 o leite, que antes era destinado à fabricação de caseinato de cálcio para a indústria farmacêutica, passou a ser utilizado na própria fazenda, onde foi implantada uma fábrica de queijo, vendido com a marca Agrindus. Também de forma pioneira , em 1972, passou a produzir leite tipo B. No período de 1971 a 1989, a produção do leite tipo B cresceu à significativa taxa de 21% ao ano no Brasil porque tinha melhor qualidade que o leite C, cujos preços eram tabelados pelo governo. Hoje, a matéria prima do antigo leite tipo C ainda existe, porém é esterilizada em processo industrial, conhecido no mercado como Longa Vida.

A entrada da empresa no mercado de leite A, foi marcada pela unificação das unidades de confinamento e ordenha com a instalação de uma moderna unidade, construída na Fazenda Santa Rita em 1996.



agrindus ordenhadeira
Atualmente proprietária do maior rebanho holandês registrado no Brasil, a Agrindus possui 1,5 mil vacas em lactação, de um total de 3,6 mil fêmeas holandesas entre jovens e adultas, todas elas puras de origem, com pedigree na Associação Brasileira da Raça Holandesa. A atividade ocupa atualmente 500 dos 2 mil hectares da Fazenda Santa Rita. A fazenda é autossuficiente no fornecimento de alimentos para os animais, com rastreabilidade total sobre os processos produtivos, produção de alimentos e animais de reposição.

 

 

Criada em 2007 a LETTI, marca própria de leite tipo A, creme de leite fresco e iogurtes, em poucos anos encontrou seu lugar no mercado e se fortaleceu. Está presente em 45 cidades do Estado de São Paulo.